PORSCHE 550

April 25, 2011
Porsche 550 Spyder
Porsche 550 Spyder
Construtor: Porsche
Produção: 1950 — 1957
Antecessor: Porsche 356
Sucessor: Porsche 718
Tipo de carroceria: Roadstar, dois lugares
Layout: Motor central/traseiro
Tração traseira
Motor: 1,5 boxer
“Fuhrmann”
Caixa de velocidade: 4 marchas manual (550)
5 marchas manual(550A)

Porsche 550 RS

Porsche 550 foi um carro esporte produzido pela Porsche durante os anos 1950.

Inspirada pelos pequenos modelos Spyder que surgiam no cenário das corridas da época (particularmente por um pequeno Porsche 356 Spyder desenvolvido por Walter Glöckler em 1951), a fábrica decidiu construir um carro semelhante, seu primeiro projeto dedicado especificamente a competições.

O 550 ficou conhecido como Spyder ou RS, e deu à Porsche sua primeira vitória geral em uma competição de grande porte, a Targa Florio de 1956.

Seu sucessor de 1957 e diante, o Porsche 718, foi ainda mais bem sucedido, pontuando na Fórmula 1 até 1963.

Lançado em 1952 no Paris Motor Show, o 550 possuía dois lugares, carroceria aberta de alumínio, cobrindo um chassis tubular com motorização central, e motor de 1,5 litros, refrigerado a ar boxer, tudo isso em apenas 550 kg.

Embora dois carros tenham sido produzidos com um motor OHV Volkswagem modificado, o motor “Type 547″ da Porsche (desenhado por Dr. Ernest Fuhrmann) foi o padrão para todos os 550.  O motor Fuhrmann era muito avançado para sua época, com quatro comando de válvulas, todos acionados via uma Königswelle pelo virabrequim, ajudando a desenvolver os 110 bhp do carro (muita potência para um carro tão leve). Com o motor que o equipava, o 550 era capaz de desenvolver tanto quanto – e em muitos casos melhor do que – carros Ferrari e Jaguar com motores maiores. O particularmente raro 356 Carrera foi o único modelo standard da Porsche a mais tarde utilizar este motor.

Embora a Porsche já viesse competindo com o 356 por muitos anos, o 550 se diferenciava por ser o primeiro modelo da fábrica desenhado para este propósito. A fábrica promoveu o 550 com muito êxito no circuito internacional, valendo-se principalmente do sucesso nas 24 horas de Le Mans de 1954, onde ele venceu em sua categoria.

Mais tarde naquele ano a Porsche começou a produção de uma série de carros para o consumidor final, construindo 90 unidades antes de substituir co carro pela versão 550A em 1956.

O 550A apresentava várias melhorias sobre o modelo original, incluindo um chassis reforçado, a última versão do motor Fuhrmann, combinado com uma transmissão de cinco velocidades, e uma suspensão traseira multi-link, com sobresterçamento reduzido e melhor manejo.

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Em várias pesquisas que realizei, encontrei notícia de que apenas duas unidades originais do Porsche 550 existem no mundo, porém não consegui localizar em que País, com qual colecionador e em que estado de conservação. É de se acreditar que os dois felizes proprietários destes originais devam mantê-los em uma redoma de vidro, no mais absoluto estado de conversação já que, indiscutivelmente essas verdadeiras relíquias não possuem valor monetário que se possam estimar e nem mesmo estipular.

Leave a Reply